DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN-CE

[ 29/7/2014 07:41:07 ]

Termina greve no Detran
16/10/2008 11:05:15
APÓS 14 DIAS
Termina greve no Detran

Marcos Cavalcante
da Redação


Os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) encerraram ontem a greve, que já durava 14 dias. O superintende do órgão, João Pupo, disse que as atividades serão retomadas aos poucos

Depois de 14 dias de greve, os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) resolveram suspender a paralisação. Segundo o superintendente do órgão, João Pupo, serviços que antes não estavam sendo prestados, como exames de rua e vistorias em carros usados, serão retomados aos poucos. "Na prática o que mais parou mesmo foram a retirada da carteira de habilitação e a expedição de registros. A partir da próxima segunda-feira, os exames de rua serão retomados. Esperamos em um mês normalizarmos a espera", diz Pupo. Mas ainda não há um prazo para retornar as blitze, como as de verificação de documentos e da Lei Seca. "Temos uma parceria com a Polícia Militar que proporciona proteção nas operações. Assim que fecharmos o acordo, elas retornam", diz Pupo.

Ele explica que a decisão dos funcionários de retomar as atividades foi acertada, devido ao prejuízo proporcionado à sociedade com a paralisação de alguns serviços. Ele recebeu, na tarde de ontem, um ofício do Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran) declarando o fim da greve. Em contrapartida, o sindicato pedia que o órgão retirasse a ação de inconstitucionalidade do movimento, aceita pela Justiça e que já gerava multa de R$ 30 mil ao sindicato desde o fim da semana passada. "Com a extinção da greve, a cobrança também deixa de existir", completa Pupo.

De acordo com a presidente do Sindetran, Eliene Uchoa, os funcionários decidiram acabar a greve depois que ficou acertada uma reunião entre membros da categoria e o governador Cid Gomes no próximo dia 21. A "intransigência" do governo em negociar um Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para a categoria, segundo Eliene, foi um dos motivos para a greve. "Aqui existem muitos cargos, desde agentes de trânsito até datilógrafos. A maioria ganha aproximadamente R$ 560 e queremos chegar na média salarial dos outros Detrans do Nordeste, que é de R$ 1,4 mil. Tínhamos pensado em somente suspender o movimento. Mas resolvemos finalizar a greve como um voto de confiança nas negociações com o governador", diz Eliene.

Mas um novo ciclo de paralisações não está descartado. No dia 22, o grupo realizará uma assembléia para discutir o que ficou acertado na negociação. A idéia é aproveitar que a categoria está unida e conseguir melhorias salariais e de condições de trabalho. "Houve um nível de unidade muito grande. Os trabalhadores tiveram coragem de dizer para a sociedade as condições em que cumprem suas funções", diz.

De acordo com dados do Sindetran, o órgão possui atualmente 670 servidores, a maioria perto de se aposentar. "Eles contrataram 400 terceirizados. Não podemos concordar com isso, existem atividades que são exclusivas dos servidores do Detran, com o aumento da frota, nossos trabalhos aumentaram muito", completa Eliene.

O que volta a funcionar

Hoje

> Vistoria em veículos usados

> Realização de exames escritos

> Certificação de registros

Segunda-feira, 20

> Exames de rua para a carteira de habilitação. A meta é normalizar a procura em um mês.

Sem data

> As blitze só retornarão depois que o Detran realizar uma nova parceria com a Polícia Militar, responsável pela segurança nas operações.

FONTE: Detran

Fonte: O Povo / Fortaleza